Política é tudo. Tudo é política.

   Para a maioria dos brasileiros, política é algo distante e que não lhe diz respeito. É artigo de luxo para os “desocupados lá de Brasília”. Experimente fazer o seguinte: pegue um ônibus, sente-se confortavelmente, até onde isso for possível, abra seu jornal na parte de política e mergulhe na leitura. Em pouco tempo, você será olhado como um marciano. Na concepção popular, nada mais destoante: um sujeito lendo sobre política num ambiente popular, refúgio dos homens e mulheres do povo, essa abstração generalizadora e por isso mesmo equivocada. Pois o povo é constituído de gente de todas as esferas sociais, de todos os extratos de que se compõe uma sociedade. Mas, em que pesem alguns clichês naquela visão de um “coletivo popular”, o que talvez seja reduntante, como a Meca do povo, o que há, vimos bem, é o contraste entre a concepção da política do “homem da rua”, e tudo que diz respeito a essa idéia prenhe de equívocos, e a condição mesma, a “vida como ela é” desse ser destituído (sempre segundo os estereótipos) de preocupações abstratas que é esse homo popularis.
   Se isso é deletério entre adultos, imagine entre os jovens!
   Acompanhar política é um dever de todos nós. Aqui, eu poderia lançar mão daquele poema do Bertolt Brecht ultraconhecido, que, resumidamente, nos mostra que a política está por trás de tudo que fazemos, sobretudo daquelas coisas que nos afetam como cidadãos. Por isso, neste ano eleitoral, e não apenas nele, devemos erguer nossas antenas, captar o que dizem os políticos, o que fazem, o que deixam de fazer, o que diz a imprensa, vasculhar as coligações partidárias, escarafunhar “aquele” político, o passado “daquela” prefeita, o que disse lá atrás aquele candidato a reeleição etc. Devemos também estar de olho, de preferência sempre, nas questões geopolíticas. Tudo isso é política. Tudo isso nos diz respeito. E é tudo que os maus políticos não querem que façamos. Eles querem a visão popular da política como algo do interesse privativo de uma minoria e escandalosamente incompatível com a vida atribulada e terra-a-terra dos mortais cá fora, longe daquele lugar, Brasília e seus prédios míticos, vistos como uma miragem, tão distantes da vidinha severina do povo. Distância essa tanto física quanto abstrata. “Esquecem-se” eles, os maus políticos, que tudo aquilo está a nosso serviço, pago pelo dinheiro de nossos impostos.
   Portanto, arregaçe as mangas. Informe-se sobre política. Leia a parte de política antes de qualquer outra. E faça-o na presença de outras pessoas, se puder. Talvez seu exemplo, mínimo que seja, leve outras pessoas a ver a política não como picuinhas inúteis, mas como um instrumento de mudança, de aperfeiçoamento e de engrandecimento das nossas instituições, que se não forem objeto de nosso zelo, talvez sejam apropriadas pelos maus políticos. Do contrário, teremos a política que merecemos.
   Politize-se!

 

8 comentários sobre “Política é tudo. Tudo é política.

  1. Parabéns pelo conteúdo, me sinto assim quando entro na condução e abro meu livro para ler.
    Parece que estou sem roupa, todos olham, mas infelizmente pego a mesma condução e vejo que meu exemplo não serviu para os demais.

  2. Nós enquanto cidadãos temos que estar sempre atentos à importância que a política tem , e reflete nos dias de hoje.Ética e Transparênlcia eleitoral são fatores imprescindíveis hoje em dia para os nossos candidatos,ja que a onda de corrupção vem se alastrando nos partidos políticos.Cabe a nós,eleitores enquanto cidadãos nos policiarmos quanto a conduta dos nossos candidatos,se eles estão em condições de ‘Subjudci’ , se praticaram algum ato ilícito,e qualquer transgressão eleitoral,como fraudes,compra de votos,sufrágio… Temos que ter muito cuidado em quem vamos votar, pois o futuro de nosso bairro,cidade,estado e país está em nossas mãos.

  3. Bom, adorei o texto, seria interessante se você falasse sobre as eleições desse ano!! mesmo que fosse algo imparcial, por exemplo, a fixa limpa ou melhor ficha suja, que não teve o efeito desejado…Parabéns!!

  4. Pingback: Camila Belchior indica sites e textos « O Vigillante

  5. texto com otimo conteudo, você escreve muito bem, e chegou numa ótima conclusão. Obrigada pela ajuda com o tema complicado. Tudo ficou mais claro. Beijos

  6. Realmente, a politica deve ser incorporada por todos,já se sabe que muitos brsileiros sao leigos por nao gostarem de politica,mais isso é totalmente sem sentido,,,pois tudo ao nosso redor é movido por politica….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s